top of page

Aparência católica, linhagem...nem um pouco

Introdução do Tradutor


Pela quantidade considerável de e-mails que recebi recentemente a respeito de um grupo que supostamente atua com o mesmo objetivo que nós, i.e., o de difundir a única explicação tomista para crise na Igreja, ou como comumente é conhecida, a Tese de Cassiciacum, julguei ser necessário um esclarecimento claro da parte de nosso apostolado.

As recentes (pseudo) ordenações ocorridas, a saber do Charbel Sant’Ana (Evandro), fez seu colegial em La Reja na FSSPX, retornando ao Brasil fez parte do Mosteiro da Santa Cruz, uma pequena comunidade beneditina da resistência de Dom Williamson em Nova Friburgo, e do Wagner de Almeida, que começou na tradição como seminarista do Padre Leandro Neves (hoje simpático dos sectários da SSPV), que naquela época trabalhava com o Seminário São José, quando Mons. Rodrigo da Silva era um simples Padre (de Mons. Dolan) que atendia a população de Atibaia/SP; ambos passaram em diversos seminários, inclusive os dois estiveram juntos no seminário da sociedade do Espírito Santo (Society of the Holy Ghost) na Louisiana (EUA) que pertence a George McLaughlin, porém Wagner deixou o seminário e retornou ao Brasil alegando confusão na posição teológica que a sociedade sustentava, no Brasil veio morar com sua mãe, quando juntamente com Charbel (que permaneceu no seminário de McLaughin) se alinhou com o falso bispo conclavista da Espanha, Pablo de Rojas (o qual já expusemos um dossiê aqui) (quanto ao desligamento, convidamos Charbel e Wagner a se esclarecerem), pouco tempo depois, Wagner se juntou à uma comunidade vétero católica (misturada com ICAB) de franciscanos josefinos do Nordeste e decidiu ir ao México para o Seminário de Mons. Martin Dávila (Sociedade Sacerdotal Trento), onde aparentemente não permaneceu mais do que 3 meses, pois foi requisitado que se estudasse teologia, o mesmo negou-se estudar a sacra teologia alegando já ter uma "paróquia" (o que não justifica nada e nem faz sentido), então retornou novamente ao Brasil, depois de certo tempo negociou sua ordenação com George McLaughlin através de Charbel.


Ao que tudo indica ambos atuam no Brasil por diversas regiões, Wagner recebeu pouquíssima formação filosófica (teologia nula), Charbel aparentemente foi um auto-didata, já que seu seminário conta com o “Bispo” George McLaughlin, com um histórico de formação desconhecido e já bem idoso, e um padre que veio do Novus Ordo e foi ordenado sub-conditione pelo mesmo bispo.


Com esta pequena, porém informativa introdução, iniciamos este valioso artigo.

George McLaughlin ( à direita) e Charbel Sant'Ana (à esquerda)


Apresento-lhes o seguinte organograma:


Após profundas pesquisas e longas consultas, coletamos os seguintes dados:

  1. Christian Marie Datessen foi "Bispo-Abade" da União das Pequenas Igrejas Católicas (Petites Églises Catholiques - uma seita francesa que resultou da constituição civil do clero (1970), seu corpo doutrinário é composto de: Galicanismo e Jansenismo, possuem ligações com o cisma de Utrecht e com os vétero católicos) bem como líder da Fraternidade de Nossa Senhora de Belém, Priorado de São José.1 Permanece vivo com idade muito avançada, e não sustenta a posição sedevacantista (não se denomina Católico Apostólico Romano).

  2. Pierre Sallé [inépcia mental] (1927-1989) foi "Bispo" da Igreja Siro-Antioquia na Europa (Seita cismática).2 Era religioso da comunidade de Datessen. Ele teve uma infância difícil porque aparentemente seus pais o espancavam com frequência desde criança, o que o levou a ter uma neurose depressiva com tendências suicidas. Ele também tinha problemas de saúde como perda de peso, escoliose, entre outros. Datessen considerou-o apto para ser consagrado bispo e assim o fez, mas algum tempo depois da consagração, recebeu informações dos atestados médicos de Sallé da década de 1950 (quando tinha cerca de 30 anos) para mostrar que o mesmo não era apto para a vida religiosa por causa de sua neurose depressiva. Acredita-se até que ele teve problemas com a justiça francesa, mas o motivo é desconhecido. As certidões são reais, então a partir daí, Datessen começou a mentir, dizendo que nunca o consagrou porque era louco, mesmo havendo uma certidão (sem valor canônico ou legal, pois é uma simples folha datilografada com carimbos e assinaturas) da consagração de Sallé. Datessen divulgou os atestados médicos de Sallé para garantir sua versão e acrescentou que o mesmo era homossexual.

  3. Guy Jean Tau Joannes Mamistra Olivares foi "Bispo" da Igreja Universal da Nova Aliança (Église Universelle de la Nouvelle Alliance - Templo iniciático de Alquimia dos irmãos maiores da Rosa-Cruz, possuindo ligações com o sínodo mundial dos bispos Gnósticos da O.T.O.A. (Ordo Templi Orientis Antiqua)).3

  4. Lopez Gaston [casado] (1928-2009) foi "Bispo" ativo no conclave de bispos que nomeou e coroou Victor von Pentz como Papa (discípulo do perenialista Rama Coomaraswamy, o qual o iniciou na doutrina Guenoniana e muito provavelmante na maçonaria).4

  5. José Luis Urbina Aznar [casado, acusado de pedofilia] foi "Bispo" ativo no conclave de bispos que nomeou e coroou Victor von Pentz como Papa (discípulo do perenialista Rama Coomaraswamy, o qual o iniciou na doutrina Guenoniana e muito provavelmante na maçonaria).5

  6. Merrill W. B. Adamson (1950-2020) (Figura oculta, não possuem informações públicas a seu respeito, a não ser um álbum de fotos de uma cerimônia de casamento que realizou em sua capela) (discípulo do perenialista Rama Coomaraswamy, o qual o iniciou na doutrina Guenoniana e muito provavelmante na maçonaria).6

  7. Patrick Craig Taylor (1948-2018) foi "Bispo" da Sociedade da Virgem Maria (foi ordenado padre ortodoxo em 1989, consagrado bispo na Igreja Católica Carismática do Canada em 1993 e em 2001 supostamente converteu-se ao catolicismo romano).7

  8. Jason Christopher Spadafore (Agostino Taumaturgo) é um "Bispo" ocultista envolvido com perenialismo, Martinismo, RosaCruz, Kabbalah, Esoterismo e maçonaria, que declara ser um mágico católico que foi capaz de desvendar a eficácia oculta da santa missa e o mundo mágico dos santos e das almas do purgatório (Virtudes ocultas da Missa, "A magia do catolicismo", A Magia do Rosário , Primeiros Passos para o Cristianismo Esotérico)

  9. Mary Bruno Ammicarelli O.F.M. Conv. foi um Bispo Feeneyista (Figura oculta, não possuem informações públicas a seu respeito, consagração feita por Spadafore: 9 de Setembro de 2007, consagração feita por Taylor sub-conditione: 2017 )

  10. George McLaughlin é Bispo da pequena e desconhecida Sociedade do Espírito Santo (Figura oculta, não possuem informações públicas a seu respeito, consagração: 30 de Novembro de 2019).


Através do Organograma apresentado, notamos que o ponto chave dessa linhagem é Patrick Craig Taylor, ja que ele recebeu diferentes cargas de linhagens um tanto quanto exóticas, para não dizer obscuras. Até aqui realizamos o seguinte:


O falecido Patrick Craig Taylor (1948-2018) possui tanto a linhagem "Caro-Barbeau" quanto a "Caro-Lopez Gaston" , a quem mencionamos brevemente acima.

  • Roger Etienne Caro foi o Bispo chefe ou Imperador dos Irmãos mais velhos da Rosa Cruz (Frères Aînés de la Rose+Croix), e consagrado como arcebispo para sua organização irmã, a Igreja Universal da Nova Aliança (L`Eglise Universelle de la Nouvelle Alliance), que possue ligações com o sínodo mundial dos bispos Gnósticos da O.T.O.A. (Ordo Templi Orientis Antiqua)).8


A raíz absolutamente cismática de Patrick Craig Taylor


Uma vez Taylor disse: "Um bispo ortodoxo me acolheu". Este "bispo ortodoxo" foi Charles David Luther (d. 2000) da Igreja Ortodoxa Ocidental na América e Servidores do Bom Pastor, que ordenou Taylor ao sacerdócio em 14 de janeiro de 1989. Taylor foi então originalmente consagrado ao episcopado em 20 de novembro de 1993 por Joseph Paul A. "Michael" Boucher, bispo da Igreja Católica Carismática do Canadá (que por sua vez foi consagrado por André Barbeau em 9 de abril de 1989), com os co-consagrantes Denis Michael Garrison e Paul Vincent Dolan, ambos pertencentes à Igreja Ortodoxa Americana. 9


A Igreja Católica Carismática do Canadá foi fundada em 1957 pelo Bispo André Léon Zotique Barbeau, este por sua vez recebeu 3 consagrações episcopais:

  • Charles Brearley (Tau Ignatius Carolus) foi Bispo da Igreja Vétero Católica na Grã-Bretanha. Não se sabe quem ordenou Brearley como padre, não há documentos e nem testemunhas, logo deve se considerar com inválido como bem explica Santo Tomas na Summa Theologiae, Supp., Q. 40, Art. 5.

  • Garry Robert Armstrong foi Bispo da Igreja Católica Liberal Internacional, possui uma linhagem mista de Anglicanos e Vétero Católicos.

  • Joseph Marie Thiesen (Mar Justinos) Bispo da Igreja Vétero Católica e da Église Catholique Apostolique Primitive d'Antioche et de Tradition Syro-Byzantine,  possui uma linhagem tripla composta de Vétero Católicos, Ortodoxos cismáticos e da Église Catholique Française (Église Gallicane).


Aftimios Ofiesh fundou oficialmente a Igreja Católica Ortodoxa Americana em 1927 com a assistência da Metropolitan Platon; foi incorporada como A Santa Igreja Católica Ortodoxa Oriental e Apostólica na América do Norte. A Igreja Católica Ortodoxa Grega Russa na América (ROGCCA) apoiou originalmente o estabelecimento da jurisdição ortodoxa norte-americana como uma diocese destinada a difundir o cristianismo ortodoxo oriental nas comunidades norte-americanas não russas.10


Após sua consagração, Taylor fundou a Sociedade da Virgem Maria (conhecida por suas iniciais "SVM"), com sede em sua casa em Beckley, Virgina Ocidental, que ele estilizou como "Igreja Católica Romana de São Basílio". 11


A raiz duvidosa de Patrick Craig Taylor


Taylor recebeu a linhagem Datessen-Olivares Mamistra em 27 de novembro de 2001, quando recebeu a consagração sub-condição das mãos do bispo Merill W.B. Adamson em uma "troca mútua de linhagens" com Adamson e pelo menos um outro bispo. Depois da cerimônia Taylor disse "sinto-me um idiota por ter feito isto".12 Nunca foi provado por documentos legivelmente oficiais que Mons. Ngô Đình Thục tenha consagrado sub conditione Christian Marie Datessen. Como esquematizamos acima por organograma e texto em forma de tópicos, notamos que a suposta linhagem Thuc-Enos para chegar a Taylor passa por uma série de figuras bizarras como ocultistas gnósticos, perenialistas, pedófilos, homossexuais, ortodoxos, vétero católicos e feeneyistas. Entretanto uma figura desmorona toda essa sucessão desastrosa. Se antes era apenas uma suposição (dúvida*) a linhagem Thuc de Patrick Taylor, agora se torna impossível, dado que o próprio Datessen atestou que Sallé era mentalmente inepto para exercer o episcopado, se ele procurou com isso provar que não havia consagrado Sallé, isso é outra história, que a nós não cabe aqui, visto que os documentos dessa consagração existem. O resumo de toda este escândalo é que definitivamente Patrick Craig Taylor não possui a linhagem Thuc, sobrando apenas a sucessão cismáticas dos ortodoxos, dos vétero católicos e da ICAB (Igreja Católica Apostólica Brasileira).


*Apenas o ato de dúvida ja seria suficiente para que qualquer católico se afastasse dos sacramentos oferecidos por este grupo.


Porém este artigo, que é o estudo mais detalhado sobre a Linhagem de McLaughlin em PT-BR até o presente momento, prova cabalmente que a suposta linhagem Thuc cessou com Datessen ou Sallé, o último que por inépcia mental não pôde transmitir um sacramento válido sequer.


Dado isto, exortamos a todos os fiéis, na caridade da verdade, que se afastem deste grupo, desse bispo e desses sacerdotes para o bem de vossas almas e para permanecerem sob a obediência das ordens da Santa Madre Igreja Católica Apostólica Romana, sustentáculo da verdade, fora da qual não há salvação, e se desvincular de qualquer grilhão cismático que advém de ter comunhão com o grupo supracitado, que possue linhagem vétero católica, ortodoxa, entre outras seitas cismáticas enumeradas acima com bastante precisão.


Vejamos o que o magnífico Doutor Angélico pode citar de sua maravilhosa Summa Theologiae para concluirmos um julgamento tomista a respeito deste caso:


Supp. Q. 38, Art. 2: Se os heréticos excluídos da Igreja podem conferir as ordens.


O segundo discute-se assim. ─ Parece que os heréticos e excluídos da Igreja não podem conferir as ordens.

1. ─ Pois, mais é conferir ordens do que absolver ou ligar. Ora, o herético não pode absolver nem ligar. Logo, não pode conferir ordens.

2. Ademais. ─ O sacerdote excluído da Igreja pode consagrar, porque o caráter que lhe deu esse poder nele permanece indelevelmente. Ora, o bispo, quando promovido à sua dignidade, não recebe nenhum caráter. Logo, não é forçoso que o poder episcopal nele permaneça depois da sua exclusão da Igreja.

3. Ademais. ─ Todo o que é excluído de uma comunidade não pode mais dispor dos ofícios dela. Ora, as ordens são uns ofícios da Igreja. Logo, quem é excluído dela não pode conferir. 4. Ademais. ─ Os sacramentos haurem a sua eficácia na paixão de Cristo. Ora, o herético não lhe aproveita a paixão de Cristo ─ nem pela sua fé própria, pois é infiel; nem pela da Igreja, pois dela está excluído. Logo, não pode conferir o sacramento da ordem.

5. Ademais. ─ A colação da ordem implica a bênção. Ora, o herético não pode abençoar; ao contrário, a sua bênção se converte em maldição, como o demonstram as autoridades citadas pelo Mestre. Logo, não pode conferir as ordens.

[...]

SOLUÇÃO. Porque o fato mesmo de comunicarmos, em matéria de sacramentos, com um herético excluído (ou alguém que possua essa linhagem) da Igreja é pecado. Por onde, quem assim recebe o sacramento o faz dissimulado e não pode obter a graça, salvo no batismo e em artigo de necessidade. Por isso outros dizem, que conferem verdadeiramente os sacramentos mas com estes não é dada a graça; não por ineficácia deles, mas pelo pecado de quem recebe, desses tais, os sacramentos, com proibição da Igreja. E esta é a terceira opinião e a verdadeira.

[...]

RESPOSTA À TERCEIRA. ─ Os promovidos pelos heréticos, embora recebam a ordem, não recebem contudo o exercício dela de modo a poderem licitamente ministrar de acordo com as ordens que tem, pela razão aduzida na objeção.


Fatos curiosos


Taylor recebeu notória atenção do maçom Guenoniano e perenialista Rama Coomarswamy (que mencionamos acima). Em seu artigo Eu sou o Único Ordenado, Coomaraswamy descreve Taylor como sendo o "indivíduo mais significativo" na linhagem "Costa-Ferraz" (uma das linhagens que ele recebeu de Michael Boucher), que o artigo identifica como "a chamada linha brasileira que foi em tempos cismática, mas que se reconciliou com Roma". Esta afirmação é apenas metade verdadeira e pode precisar de sua própria seção para explicar completamente, mas a essência é que o Bispo Carlos Duarte Costa (1888-1961) foi excomungado por Roma em 1945 e fundou a "Igreja Católica Apostólica do Brasil" (Igreja Católica Apostólica Brasileira), para a qual consagrou bispos. Um desses bispos, Salomão Ferraz, reconciliou-se com Roma em 1958, mas antes dessa data ele havia consagrado outros para a Igreja brasileira. A linhagem "Costa-Ferraz" de Taylor descende desses outros.13


Tudo isso para ser um modernista R&R


Ele se dizia sedeplenista, que defendia o Papado dos falsos papas do Vaticano II dizendo: "Mesmo sendo um mau pai, ele ainda é nosso pai". Em 1999, ele enviou uma carta a Roma e foi respondido com uma bênção de JPII felicitando-o "por ocasião do 6º aniversário de seu Episcopado". 14



Pessoas próximas dizem que ele não tinha conhecimento do conteúdo das linhagens que recebia. Por volta de 2005, Taylor decidiu aceitar um padre casado para entrar nas fileiras de sua Sociedade da Virgem Maria.15


APÊNDICE

Como prova da unanimidade do clero tradicional (daqueles que levam a questão da linhagem/sucessão a sério) em reconhecer a invalidade dos sacramentos de Sallé, irei me apoiar em Monsenhor Moisés Carmona y Rivera (Sociedade Sacerdotal Trento), que foi consagrado diretamente pelo Bispo Thuc em 17 de Outubro de 1981 (nesta mesma cerimônia também foi consagrado o Monsenhor Adolfo Zamora Hernandez).


Nota: S.E.R. Dom Guerárd Des Lauriers, O.P. foi sagrado no mesmo ano (1981) em 07 de Maio.


Pois bem, um certo senhor chamado Peter Hillebrand foi consagrado por Pierre Sallé em 27 de Julho de 1984, sabendo que Sallé nunca pôde transmitir sacramentos válidos (causa de sua inépcia mental atestada por exames médicos), em 17 de Julho de 1991 Monsenhor Moisés Carmona y Rivera ordenou e consagrou Mons. Peter Hillebrand sub-conditione. Mons. Hillebrand estava ativo em Kyoto, Japão. 16

Monsenhor Moisés Carmona y Rivera, Monsenhor Thuc e Monsenhor Adolfo Zamora Hernandez, respectivamente.


Fontes da Introdução



Para consultas



 


UM AVISO SOBRE OS VELHOS CATÓLICOS: FALSOS BISPOS E FALSAS IGREJAS


Pelo Rev. Anthony Cekada

Publicado originalmente na revista The Roman Catholic magazine, 1980


Digamos que você é um católico romano tradicional, e que se depara com um anúncio no jornal para um grupo que afirma oferecer a tradicional missa em latim. Você percebe no final do anúncio que o grupo se intitula "Vétero Católico" ou "Velho Católico Romano". Você está naturalmente bastante intrigado com estes termos, mas você pensa que qualquer pessoa que afirma ser "velha", "romana" ou "católica" não pode realmente ser muito diferente dos padres católicos tradicionais que você conhece. Mas, você pergunta, eles são realmente católicos romanos legítimos, e pode-se ir às suas missas?

A resposta que um padre católico tradicional é obrigado a dar à sua pergunta é "Não, em ambos os casos". Mas por quê, você pergunta, já que eles dizem que defendem tudo o que fazemos? Seu padre responderá dizendo que eles são e sempre foram considerados hereges e cismáticos pela Igreja Católica, e que eles representam um grave perigo para sua alma se você tiver algo a ver com eles.

Cada vez mais, nestes tempos de confusão, um padre católico tradicional se vê confrontado com tais perguntas dos leigos sobre os Velhos Católicos. Sentimos que é hora de publicarmos um artigo que trate destes grupos, e que explicará por que você é obrigado a evitar qualquer relação com eles.

O que são estas "velhas Igrejas Católicas"? (N. do T.: Daqui em diante usarei o termo "vétero católico", termo comumente usado no Brasil, porém a tradução literal do termo inglês "Old Catholics" seria "católicos velhos"). Elas são seitas cismáticas e heréticas que se separaram das Igreja Católica, começando com a revolta Jansenista na Holanda no século 17, e continuando com outro grupo que se separou da Igreja Católica no século 19 por causa do dogma da Infalibilidade Papal. Neste país, o termo "Católico" se refere às inúmeras seitas minúsculas com auto-nomeação, bispos e congregações minúsculas, que se autodenominam "vétero católicos", mesmo embora, em sua maioria, tenham sido repudiados por seus antepassados europeus.


Os propósitos de nossa discussão aqui serão bastante limitados: Primeiro, daremos, uma breve história das origens dos vétero-católicos. Em segundo lugar, examinaremos uma seita católica antiga, a "Ultrajetina", a Igreja Vétero Católica, agora centrada em Necedah, Wisconsin, que reivindica suas origens na história do movimento da Igreja Vétero Católica Em terceiro lugar, faremos algumas observações gerais sobre estas seitas.

As razões que nos levaram a selecionar s Ultrajetinos de Necedah são duas: Primeiro, Necedah goza de uma certa consideração devido às alegações feitas de que a Mãe de Deus apareceu ali, alegações que foram rejeitadas pela hierarquia, mesmo antes do Concílio Vaticano II. Em segundo lugar, as afirmações feitas por seu Bispo, Edward M. Stehlik, da Igreja Católica Nacional Americana, a Ultrajetina Católica Romana tipifica as afirmações de seitas vétero católicas e católicas romanas. A discussão de suas reivindicações e afirmações deve proporcionar um aviso aos católicos tradicionais que possam estar inclinados a se envolver com grupos semelhantes.

A última vez que apareceu um artigo sobre os Vétero Católicos, vários de seus padres e bispos escreveram para acusar-nos do que eles invariavelmente chamaram de "falta de caridade". No século passado, o Cardeal Manning respondeu mais eloqüentemente para aqueles que erram e acusam a Igreja de "falta de caridade". Ele disse que o ensino da Igreja "é o caminho da salvação, e a Igreja está vinculada a sua manutenção inflexível, não apenas pela obrigação da verdade, mas também pela obrigação da caridade para a salvação da humanidade. A inflexibilidade e o ensino dogmático exclusivo da Igreja, intolerante a todo compromisso, de todo contato com o erro, é a voz de caridade".


Com isto em mente, voltamo-nos agora para a história. Em nossas pesquisas, nos deparamos com uma série de fatos que os Vétero Católicos raramente mencionam nos panfletos que usam para promover sua causa. Faz uma leitura interessante, e prova o velho adágio de que a verdade é muitas vezes mais estranha do que a ficção.


A heresia jansenista: Nasce o vétero catolicismo.


Alguns grupos católicos antigos se referem a si mesmos como "Ultrajetinos", um termo que parece mistificante, mas que, em fato, vem simplesmente do nome latino para a cidade de Utrecht na Holanda. Utrecht foi o local de nascimento do antigo Cisma católico que resultou da heresia jansenista. Para entender os vétero católicos, é preciso entender o jansenismo.

A própria heresia jansenista toma seu nome do bispo Jansenius de Ypres. Este prelado rejeitou o método teológico da maioria dos teólogos medievais, tendo uma "antipatia pela moda dos estudantes", como diz M.L. Cozens.1

Por causa disso, ele escreveu um tratado sobre Santo Agostinho (publicado em 1640) intitulado Augustinus, em um esforço para voltar ao que ele chamou de uma doutrina mais pura. "Ele professava abertamente que ia atrás dos ensinamentos comumente recebidos (da Igreja), e para encontrar em Santo Agostinho a verdadeira doutrina sobre a graça", 2 Pode-se ver o espírito de heresia nos motivos deste bispo.

O bispo Jansenius tornou-se amigo do abade de São Cirano. Cozens afirma que foi este amigo que provocou o crescimento cancerígeno da doutrina de Jansenius sobre a graça que encontramos em Augustinus. 3 A propagação desta doutrina continuou apesar da condenação de Augustinus pelo Papa Urbano VIlI em 1642. 4 O Papa Inocêncio X, em sua

bula Cum Occasione, 5 (maio de 1653) foi ainda mais longe, e condenou cinco proposições contidas no livro Augustinus, como herético e falso. (Nossa fonte é o Enchiridion de Denziger, a referência padrão utilizada para citar o ensinamento da Igreja Católica). As propostas condenadas seguem:


  1. Há alguns dos mandamentos de Deus que os homens não podem observar com as forças que têm em seu estado atual, mesmo que desejem e se esforcem para observá-los; nem os homens que têm a graça fariam sua observância possível. (HERESIA) (DB 1092)

  2. No estado de natureza caída, a graça interna nunca é resistida. (HERESIA) (DH 1093)

  3. O mérito ou demérito no estado de natureza decaída não é necessário que um homem tenha liberdade da necessidade mas apenas liberdade de restrições. (HERESIA) (DB 1094)

  4. Os Semi-Pelagianos admitiram a necessidade de uma graça preparatória interna para atos individuais, mesmo para o início da fé; eles foram hereges por esta razão que desejaram que esta graça fosse tal que a vontade humana poderia resistir ou obedecê-la. (HERESIA) (DB 1095)

  5. É semipelágico dizer que Cristo morreu ou derramou Seu sangue por todos os homens, sem exceção. (FALSO) (DB 1096)

Um certo francês, o Dr. Antoine Arnauld, tornou-se um defensor dos ensinamentos de Jansenius, e ele compôs um livro sobre "Comunhão freqüente" que estava saturado com estas doutrinas heréticas. Quando mais tarde ele foi confrontado com a exigência de subscrever a condenação do Papa, ele evitou a questão de "concordar com as condenações", mas negando que elas estavam "contidas no Augustinus". 6 Ele sustentou que "...enquanto o Papa pode definir uma doutrina e condenar uma heresia que se lhe opõe, não pode declarar infalivelmente tal heresia, (estar)...em qualquer livro em particular".7

Assim, nos Jansenistas, encontramos precursores dos hereges modernistas, que tentam distorcer o ensinamento católico para seus fins próprios. O Papa São Pio X descreve com precisão suas táticas quando diz isso: "Com uma afetação de grande submissão e respeito, eles procedem a torcer as palavras do Pontífice para seu próprio sentido, enquanto eles descrevem sua ação como dirigida contra outros que não eles mesmos".


Em um esforço para conter a maré desta heresia perniciosa, o Papa Alexandre VII em seu formulário Regiminis Apostolici de Fevereiro de 1665, ordenou que todo o clero da França assinasse um juramento contra as cinco propostas condenadas no Augustinus (DB 1099). Os teólogos católicos apontam que a reação jansenista foi de fugir da França e refugiar-se em Utrecht, Holanda.9

O Vigário Apostólico da Diocese de Utrecht, Peter Codde, foi solidário com os Jansenistas, e quando isso tornou-se conhecido, ele foi deposto pelo Papa Clemente XI por suas opiniões Jansenistas. 10 A Santa Sé tentou substituir o Codde, mas os Jansenistas tinham ganho poder suficiente na Holanda para evitar isso. 11

A cisão dos Jansenistas em Utrecht, que começou em 1702, foi completada em 1713, quando a maioria dos Bispos Jansenistas holandeses recusaram-se a aceitar a bula Unigenitus do Papa condenando o Jansenismo.


Em 1723, os Jansenistas tentaram criar uma Diocese Jansenista de Utrecht através do Bispo Dominic Varlet, um bispo católico romano que foi dispensado de seus deveres como bispo titular da Babilônia pelo Papa por causa de suas opiniões Jansenistas. 13 Varlet consagrou Cornelius Steenoven um bispo para governar a diocese cismática. 14

Steenoven logo morreu e Varlet consagrou mais dois bispos que também morreram. Finalmente Varlet consagrou Peter John Meindaerts em 1739, que, por sua vez, consagrou dois bispos jansenistas para as cidades holandesas de Haarlem e Devemer.15 Assim, a continuação do cisma foi garantida juntamente com a heresia que o causou.


Católicos antigos, novos cismas: Negando a infalibilidade papal


Na década de 1870, os efeitos da cisão de Utrecht resultaram em mais uma cisão. Foi nesta época que o cismáticos de Utrecht e um grupo de hereges de língua alemã popularmente passaram a ser chamados de "Vétero Católicos".

Oferecemos um resumo de suas ações e ensinamentos apoiando-nos na Enciclopédia Católica. 16

Em setembro de 1870, 1400 alemães e suíços assinaram um documento que repudiava o dogma da infalibilidade "como uma inovação contrária à fé tradicional da Igreja". Este ato resultou na excomunhão de seu líder Ignaz Dollinger, em abril de 1871.

Sem medo, eles se encontraram novamente em setembro de 1871. Algumas de suas novas exigências incluíam a democratização da Igreja, repúdio a todos os dogmas considerados como não estando em harmonia com a consciência contemporânea da Igreja, a adesão do ecumenismo ao governo secular contra a autoridade de Roma, e a insistência de que

os leigos tinham o controle máximo sobre a propriedade da Igreja.

Como você pode facilmente ver, suas posições doutrinárias e disciplinares não são nem "antigas" nem "católicas". Se eles provam alguma coisa é que o movimento vétero católico é um movimento liberal e modernista. De fato, a maioria dos movimentos modernistas teriam pouca dificuldade em aceitar a maioria de seus princípios.

Eles decidiram, em princípio, formar suas próprias paróquias na mesma reunião, um movimento que foi, no entanto, repudiado por Dollinger que, permaneceu firme em seus ensinamentos heréticos até sua morte. Em 1872, assistidos pelos bispos jansenistas e anglicanos e, pelos ortodoxos russos e clero protestante, eles tomaram os primeiros passos para organizarem suas paróquias, e, em junho de 1873, elegeram um certo professor Reinkens como seu bispo. Reinkens foi consagrado pelo bispo cismático Jansenista de Rotterdam em 11 de agosto de 1873. Pio IX excomungou Reinkens em novembro do mesmo ano.

Em 1875, eles tinham abolido a confissão, o celibato clerical e, o uso do latim. No mesmo ano, Reinkens consagrou o Dr. Herzog bispo para a "Igreja Nacional Católica Cristã" da Suíça. O Dr. Herzog irá aparecer novamente em nossa narrativa como a pessoa que supostamente elevou Joseph René Vilatte ao sacerdócio, assim iniciando a carreira de Vilatte como uma das figuras-chave no desenvolvimento das seitas vétero católicos nos Estados Unidos.


Assim é nossa breve história dos "Velhos Católicos Romanos" de Utrecht e dos "Vétero Católicos" da Alemanha e da Suíça. Passamos agora a um relato das atividades de Arnold Harris Mathew e Rene Vilatte, os duas figuras responsáveis (se for possível usar a palavra em tal contexto) pelo estabelecimento dessas seitas no Estados Unidos.


Arnold Harris Mathew: Prelado no País das Maravilhas


Quando você lê um relato sobre a carreira de Arnold Harris Mathew, você entra num país maravilhoso onde as coisas tornam-se "mais curioso e mais curioso". O que se segue é uma breve sinopse de suas atividades tiradas de uma obra de referência sobre os Vétero.

Ao ler a história de vida deste inglês excêntrico, fica-se simplesmente maravilhado com sua natureza inconstante e instável. Ele perdeu sua fé e mudou de religião muitas vezes. Ele até mudou seu nome várias vezes e continuamente reivindicou cada vez mais títulos exóticos, tanto nobres como religiosos, chamando-se Conde, Primaz, Metropolitano, etc. Ele mudou o nome da seita que fundou não menos de sete vezes e é responsável direta ou indiretamente pela fundação de pelo menos trinta seitas vétero católicas contemporâneas.

Ele nasceu em 1852, batizou-se no catolicismo e posteriormente rebatizou-se no anglicanismo a pedido de sua mãe. Ele foi criado como anglicano, mas voltou a ser católico em 1875. Ele foi adiantado através de um curso dos estudos do seminário e foi ordenado sacerdote em 1877. Em 1879 ele fez os votos como dominicano apenas para retornar ao sacerdócio secular um ano mais tarde. Ele então passou de uma missão para outra, e conseguiu mudar de diocese nada menos que três vezes. Em 1889, ele se converteu ao Unitarismo, e renunciou publicamente às doutrinas fundamentais do Cristianismo.

Após um ano, ele deixou os unitários e voltou a se juntar aos anglicanos. Ele se casou em 1892, violando seu voto de castidade e tornou-se um coadjutor anglicano. Ele logo deixou os anglicanos novamente em 1899. Apesar de seu casamento, ele tentou voltar a se juntar à Igreja Católica em 1903. Roma recusou-se a dispensá-lo de seu juramento do celibato, e ele voltou a escrever para sustentar sua esposa e filhos.

Logo se envolveu com o notório modernista George Tyrrell, um padre excomungado. Tyrrell tomou vantagem da situação difícil de Mathew, incitando-o na destruição do sacerdotalismo. Mathew adotou um posição anti-papal em 1907 como resultado da influência de Tyrrell, dizendo: "...o papado é a origem...da discórdia..., o fomentador de cismas, e sede do despotismo eclesiástico e da tirania".

Mathew decidiu então que era hora de fundar uma seita vétero católica na Inglaterra. Ele encontrou um pequeno grupo de simpatizantes que o elegeram como seu bispo. Os bispos cismáticos jansenistas de Utrecht, sob o impressão de que ele tinha um grande número de seguidores na Inglaterra, o elevou ao episcopado em Utrecht em 1908. Ele então retornou à Inglaterra e, por fim, elevou alguns homens ao episcopado, incluindo dois ex-padres católicos, Howarth e Beale, que haviam sido excomungados pelo bispo de Nottingham por

desvio de fundos. Mathew então enviou documentos ao Papa São Pio X atestando as consagrações.

Pio X, um santo que não é exatamente conhecido por dar murros, publicou o Bula Cravi lamdiu Scandalo.19 Ele não apenas excomungou Mathew, mas o chamou de "pseudo-bispo" e o declarou vitandus, um termo no direito eclesiástico que significava que os católicos estavam sujeitos a censura se tivessem algo a ver com Mathew (Veja o Apêndice).

Pio X também estendeu sua sentença de excomunhão para incluir aqueles que haviam sido consagrados por Mathew.

Nessa época, porém, Mathew já havia inclusive cortado sua comunhão com os bispos cismáticos de Utrecht, que procederam a denunciá-lo redondamente por suas decepções e por agir contrariamente à Declaração de Utrecht. Inabalado pelo fato de ter sido excomungado por Roma e repudiado até mesmo por seus cismáticos, ele, no entanto, continuou a consagrar bispos, um dos quais era um príncipe austríaco.

Rudolph de Landas-Berghes, que germinou a versão Mathew do Vétero Catolicismo nos Estados Unidos durante a I Guerra Mundial (Veja abaixo).

Mathew passou a ordenar e consagrar uma série de personagens sombrios. Alguns eram crentes na Teosofia (a religião pseudo-oriental), enquanto outros eram menos do que bons exemplos de moralidade cristã.

Em janeiro de 1916, ele anunciou que seria reconciliado com a Santa Sé, mas mudou de idéia dois meses depois. Ele então procurou novamente a união com os anglicanos. O Arcebispo de Canterbury foi, compreensivelmente, bastante cético, e recusou-se a dar a Mathew qualquer posição como clérigo anglicano. Mathew aposentou-0se em uma vila no campo, contente com a assistência em serviços de uma paróquia anglicana como leigo.

Nessa época, ele havia sido abandonado por sua esposa e praticamente por todos os padres e bispos que ele tinha feito. Ele morreu repentinamente em dezembro de 1919 sem ter sido reconciliado com a Igreja Católica e foi enterrado com ritos anglicanos como leigo. Seu selo episcopal e outros documentos desapareceram após sua morte, portanto qualquer documento com seu selo não seria em si mesmo prova de ordenação ou consagração.

Neste ponto, devemos notar brevemente a conexão entre Mathew e Vétero Católicos nos Estados Unidos.

Mathew, lembrar-se-á, consagrou o príncipe Rudolph de Landas-Berghes como bispo em 1913. De Landas-Berghes realizou várias consagrações nos EUA e, em 1916, re-consagrou condicionalmente o bispo Carmel Henry Carfora, outro cismático, que já havia sido consagrado através de René Vilatte. (Para mais informações sobre Vilatte, veja abaixo). Carfora fundou a Igreja Vétero Católica Romana Norte-Americana.

Carfora era um personagem bastante exótico por direito próprio, independente de sua associação com a sucessão de Mathew.

Ele alegou infalibilidade não apenas na fé e na moral ex cathedra, mas em tudo.

Carfora realizou um número incrível de consagrações episcopais nos Estados Unidos. Entre elas, ele consagrou Richard Marchenna, um nome que parece se encontrar com freqüência nos círculos vétero católicos. Marchenna foi consagrado por Carfora em 1941.


Outro que ocorre de se encontrar com bastante freqüência é o de um certo bispo Daniel Q. Brown. Ele parece ter sido consagrado por Marchenna em algum momento, e consequentemente realizou ele mesmo uma série de consagrações, inclusive a de Francis Schuckardt (Fundador da CMRI, que tem hoje como seu sucessor o Bispo Pivarunas).


Além disso, torna-se impossível rastrear as consagrações que têm sido realizadas pelos diferentes sucessores de Mathew. É suficiente observar que nenhuma das seitas vétero católicas que podem ser rastreadas até ele alguma vez conseguiu qualquer seguimento significativo neste país ou em qualquer outro lugar.


Joseph Ren Vilatte: Cismático em Wisconsin


A carreira selvagem de Arnold Harris Mathew só é rival da de Joseph Rene Vilatte. Ele nasceu na França em 1854 e criado como membro da cismática Petit Eglise. Ele encontrou seu caminho para a Igreja Católica em um de vários seminários, o último dos quais ele saiu negando a maior parte das doutrinas da Igreja. Ele se tornou um pregador presbiteriano leigo no norte de Wisconsin, e conseguiu encantar o bispo da Igreja Episcopal de Fon Du Lac, Dr. J.H. Hobart Brown, a ponto de recomendá-lo aos vétero católicos suíços para a ordenação sacerdotal.

Vilatte foi ordenado sacerdote numa cerimônia cismática na Suíça por um bispo vétero católico chamado Herzog em 6 de junho de 1885. Naquele ano, Vilatte veio a Wisconsin para estabelecer um antigo assentamento católico sob a jurisdição dos Episcopais, e conseguiu causar uma quantidade considerável de problemas para ambos, os católicos e os episcopais. "vétero católico eu sou, vétero católico eu serei", proclamou Vilatte em sua volta.24 Ele publicou um "Sketch of The Belief of The Old Catholic" (Esboço da Crença do Vétero Católico) em 1889.25 Em seu livro, ele explica: "Os vétero católicos estão tão distantes do protestantismo, por um lado, quanto do romanismo, por outro; em uma palavra, eles são católicos sem qualquer outra qualificação". Ele enfatizou: "...O Governo da Igreja deveria ser democrático, ao contrário da Igreja Romana. " 9

Ele logo ficou insatisfeito com os episcopais, e tentou se alinhar com os ortodoxos russos.


Após mais uma mudança de opinião, ele decidiu tentar a sorte com os vétero católicos cismáticos de Utrecht, mais uma vez. Em 1890, ele apelou para eles e pediu que lhe fosse consagrado bispo. Muito sabiamente, eles recusaram. Ele então procurou e obteve sua consagração do cismático Mar Julius I, (N. do T.: Bispo da Igreja Síria Jacobita Ortodoxa) e Metropolitano da Igreja Católica Independente do Ceilão, Goa e Índia (N. do T.: Este Mar Julius recebeu sua consagração de Pedro Ignatius III, “Pedro o Modesto”, Jacobita Ortodoxo Patriarca de Antióquia) em 15 de julho de 1891. Nas próprias palavras de Mar Julius:

"Graças a Deus que Ele nos mostrou misericordiosamente o caminho para sair da escravidão de Roma", referindo-se à esperança de unir Vilatte e seus seguidores na América à sua seita herética. Por lealdade ao Ceilão cismático, Vilatte, escolheu um novo nome para si, Mar Timotheos.


Em seu retorno a Wisconsin, tornou-se evidente que estes acontecimentos eram demais para o novo bispo da igreja episcopal de Fond du Lac, Charles Chapman Grafton, que se sentiu obrigado a avisar seus fiéis que Vilatte não tinha nada a ver com a Igreja Episcopal Protestante. 29


Em 1894, Vilatte tinha apenas alguns poucos seguidores para apoiá-lo no Wisconsin, então ele procurou a reconciliação com a Santa Sé em desespero.30 Isto falhou, uma vez que os termos eram para ele retornar como um leigo.31 Ele então consagrou um número de outros bispos para algumas congregações cismáticas polacas nos Estados Unidos.32

Ele passou algum tempo na Inglaterra, onde procurou obter algum tipo de apoio financeiro para seu trabalho. Bispo Grafton soube disso e escreveu uma carta de advertência ao The Church Times.

Grafton salientou que os associados de Vilatte no Wisconsin eram personagens bastante sombrios, citando o fato de que um dos associados de Vilatte estava na prisão, outro estava em um asilo de loucos, e que ainda outro era procurado pela polícia. De Vilatte ele disse: "Não conheço nenhum clérigo ou leigo em minha diocese que tenha qualquer outra opinião sobre Vilatte, mas que seu lugar adequado é na penitenciária".

Vilatte então deixou a Inglaterra e tentou uma reconciliação com a Santa Sé pela segunda vez, e quase simultaneamente consagrou Paolo Miraglia-Gulotti, em segredo, como Bispo Vetero-Católico para a Itália.33 Ele então foi à França e causou uma quantidade considerável de problemas em Paris para o Cardeal Richard. Em 13 de junho de 1900, Roma emitiu um decreto de excomunhão importante contra Vilatte e Miraglia-Gulotti.

Vilatte deixou a França e foi para o Canadá, mas logo retornou em 1907 onde ordenou Louis-Marie-Francois Giraud ao sacerdócio. Giraud havia sido um trapista que havia deixado seu mosteiro e feito seu nome como mágico e ocultista.

Vilatte voltou então para a América depois de suas falhas na Europa e começou a operar como arcebispo free-lance em Chicago.34 Algum tempo depois de 1910, ele consagrou o bispo Cannel Henry Carfora, entre outros. Depois de fracassar como arcebispo vetero-católico da América do Norte, ele fundou sua própria seita: "A Igreja Católica Americana", em 1915.35

Mais uma vez desesperado por fundos, ele retornou à França, em 1925. Ele procurou a ajuda de um certo Mons. Bricaud, também conhecido como "Johnny Bricaud", um escritor gnóstico sobre magia negra e branca (N. do T.: Membro da Ordem Martinista, uma sociedade secreta descendente da Rosa-Cruz e que tem como objetivo perpetuar o esoterismo judaico-cristão, além disso foi líder da Ordo Templi Orientis/Igreja Gnóstica Universal.) .36

Em 1925, por uma terceira e última vez, ele procurou a reconciliação com a Igreja.37 Ele foi enviado ao mosteiro Cisterciense de Pont Colbert, em Versalhes, para fazer penitência. Ele não estava autorizado a desempenhar nenhuma função litúrgica, embora ele tenha conseguido consagrar um dos noviços bispo em segredo. Ele morreu em 1929 e foi enterrado como leigo. 38


Entre 1898 e 1929 Vilatte consagrou pelo menos sete bispos na Europa e na América do Norte. Não há maneira de determinar exatamente quantos padres ele ordenou. No livro de Anson sobre os Vétero Católicos, aprendemos que o Cardeal Merry del Val havia decidido que as ordenações e consagrações de Vilatte haviam sido comercializadas. O Cardeal acreditava pessoalmente, portanto, que elas não podiam ser considerados válidas.


Alguns vetero-católicos de hoje: Os Ultrajetinos de Necedah


Se o que apresentamos sobre a história das seitas vétero católicas não é suficiente para convencer os Católicos romanos tradicionais para evitá-los, um exemplo mais atual deveria resolver a questão.

Escolhemos, para o bem de nossa discussão, a Igreja Nacional Americana, a Ultrajetina Católica Romana, agora centrada em Necedah, Wisconsin, uma seita dirigida por um certo arcebispo Edward M. Stehlik.

Começaremos paginando através de uma publicação oficial desta seita chamada "Eu sou o Caminho, a Verdade e A vida". Ela ostenta o "Imprimatur" do Arcebispo Stehlik. Vamos nos limitar a fazer alguns comentários sobre algumas das declarações nelas contidas.

Em sua introdução, encontramos Stehlik expressando o desejo de que o livreto esclareça questões sobre o posição que ele sustenta. De fato, ele o faz, já que descobrimos que o livreto é "Em Memória de": "Arnold Harris Mathew, Rudolph de Landas-Berghes e Joseph Rene Vilatte.

Na página 1, Stehlik afirma que a "Igreja Católica Nacional Americana, também conhecida como a Igreja Vétero Católica Romana, foi estabelecida em Wisconsin pelo Arcebispo francês Joseph Rene Vilatte (1887)".

Tendo estabelecido as origens de sua seita com Vilatte, ele continua a dizer na página 2 que a Igreja Vétero Católica Romana "...é na verdade a Igreja Católica Romana histórica, em princípio, doutrina, sacramentos e regras, de acordo com todas as leis eclesiásticas". São Pio X, que excomungou um dos predecessores da Stehlik no episcopado, Mathew, sem dúvida ficaria muito surpreso.

Somos então tratados com um relato desonesto da história do Jansenismo. Ficamos com a impressão de que a condenação do Jansenismo como heresia pelos papas nada mais era do que um estratagema político.

Um pouco mais honestamente, na página 3, nos é dito como o bispo Varlet "consentiu em consagrar um bispo para a Igreja holandesa, e assim começou a Igreja Vétero Católica Romana", uma afirmação que aparentemente contradiz a de Stehlik afirmando anteriormente que sua seita é "na verdade a Igreja Católica Romana histórica".

Quase compreensivelmente, o livreto não dá conta de suas escapadas de Arnold Harris Mathew e Joseph René Vilatte, embora aparentemente afirmem traçar a origem de sua seita a estes dois cavalheiros coloridos.

Nas páginas 11 e 12, descobrimos que eles afirmam que o órgão coletivo do episcopado em união com o papa é o centro da unidade católica. Além disso, eles alegam que o papa sempre deve obediência ao corpo coletivo do episcopado católico. O fato de esta afirmação ser herética é óbvio.

Além disso, ficamos sabendo que esta seita não reconhece a autoridade de nenhum Concílio depois do de Nicéia, uma reivindicação que eles compartilham com outros corpos cismáticos e heréticos.

Quando voltamos à página 16, ficamos espantados ao descobrir a afirmação de que "A Igreja Vétero Católica Romana nunca foi excomungada por Roma". O fato é que, sempre que os antigos católicos de Utrecht consagraram um novo bispo na Holanda, eles enviavam um aviso ao papa, que lhes enviava um novo decreto de excomunhão. Além disso, há a questão da excomunhão de Mathew pelo Papa São Pio X.

Nas páginas 17 e 18, encontramos mais negações do dogma da infalibilidade. "...O Papa, como "primeiro entre iguais" age publicamente como a "voz de seus iguais" para a Igreja Católica Romana". Mais uma vez, o fato de que isto é heresia é evidente.

Na página 19, descobrimos que o celibato é opcional para os membros ou para o clero da Igreja Católica Nacional Americana, Ultrajetina Católica Romana.

Na página 18, descobrimos que a verdadeira história do Vétero Catolicismo é convenientemente ignorada mais uma vez. Somos levados a acreditar que os Jansenistas de Utrecht consagraram bispos e os enviaram para os Estados Unidos para evangelizar.

No entanto, os fatos que citamos acima a respeito de Mathew e Vilatte põem este argumento em inutilidade. Utrecht recusou-se a consagrar Vilatte ao episcopado, e cortar todos os laços com Mathew após ele ter realizado as consagrações sem sua permissão. Neste país, a seita à qual Stehlik pertence foi fundada pelos sucessores destes dois

"Bispos em geral".

Nas páginas 22 e 23, ficamos sabendo que esta seita permite o divórcio e o recasamento.

Poderíamos continuar citando página após página as bizarras reivindicações e afirmações feitas pelo Arcebispo Stehlik em seu panfleto. A questão é que simplesmente não vale a pena o tempo. Deve ser evidente para qualquer Católico que a Igreja Católica Nacional Americana, Ultrajetina Católica Romana é herética em seu ensino em sua fé e moral. Também deve ser evidente que as verdadeiras origens desta seita são de Vilatte e Mathew,

ambos insistiram, durante a maior parte de suas vidas, no fato de que estavam fora do Igreja Católica Romana.


Os Ultrajetinos: Certas Reservas


Como mencionamos no início do artigo, a seita Stehlik deu recentemente sua aprovação às atividades da Sra. Mary Ann Van Hoof em Necedah, Wisconsin. A Sra. Van Hoof afirma ter tido visões de Nossa Senhora, a começar em 1950. O bispo católico de LaCrosse, bem antes do Concílio Vaticano II, investigou suas reivindicações e recusou-se a dar qualquer crédito a elas.

Nos últimos anos, no entanto, o Arcebispo Stehlik apareceu no local. Ele decidiu que sua seita poderia aprovar as alegadas visões da Sra. Van Hoofs.

Na Sexta-feira Santa, 13 de abril de 1979, Stehlik esteve presente durante uma das supostas aparições. A mensagem que Nossa Senhora deveria ter dado apareceu em um artigo publicado pelo santuário. Nós citamos parte dele: "Alguns de

vocês presentes estão se perguntando sobre o Bispo presente. Este Bispo tem seu coração com Deus, seu coração com a Santa Mãe. Ele pode se tornar seu Bispo. Depende inteiramente de você. Mas tem que haver um entendimento completo entre ele e seu rebanho... Isso seria uma resposta a todas as suas preces. Os vétero católicos são honrados e católicos respeitáveis, não é preciso temê-los"... 40

Se é para acreditar na Sra. Van Hoof, Nossa Senhora diz que os católicos não têm nada a temer dos hereges que negam infalibilidade papal, permitir o divórcio e distorcer a história. Se é para acreditar na Sra. Van Hoof, aparentemente Nossa Senhora deve ter pronunciado fortes palavras de censura ao Papa São Pio X, que não compartilhava de uma opinião tão elevada sobre os Vétero Católicos.

Tais declarações da Sra. Van Hoof deixam bastante claro que a pessoa responsável pelas visões em Necedah não é Nossa Senhora, mas a Sra. Van Hoof. Como a Mãe de Deus poderia aprovar heresia, sacrilégio e cisma?

Além disso, a pessoa está inclinada a ter certas reservas tanto sobre os Ultrajetinos quanto sobre as aparições que supostamente concederam uma bênção celestial a seu trabalho após a leitura de algumas das alegações que chegaram a luz no ano passado (1979), quando uma estação de televisão examinou algumas das reivindicações do arcebispo Stehlik. A série

foi transmitida na WISN-TV em Milwaukee, e citamos um relato impresso em um dos jornais de lá:

"Líderes da seita religiosa associada ao santuário de Necedah, que é dirigido por Mary Ann Van Hoof, têm sido acusados em uma série que agora está sendo transmitida pela WISN-TV (Canal 12) de se apresentarem de forma equivocada.

A série...desafia as credenciais religiosas do Arcebispo Edward Michael Stehlik, Padre David Javore, e o Irmão Glen Goergen, da Igreja Católica Nacional Americana.

De acordo com os programas... Stehlik de Milwaukee mentiu em sua afirmação de ter estado em um monastério de 1962 a 1968. Ele foi casado em 1966, a série afirma que Stehlik afirmou ter estado no Mosteiro de Cannelite em Holy Hill por quatro anos, mas

o mosteiro disse que não havia registro da estadia. Ele também alegou ter um diploma em química na Universidade de Wisconsin-Milwaukee, mas a escola disse que seu último status registrado lá o listou como um estudante de segundo grau.

Em filme, Stehlik pediu para terminar a entrevista durante uma discussão sobre suas tentativas de se tornar um padre episcopal e sua pretensão de ser filiado a uma igreja episcopal em Watertown.

A série também afirma que Stehlik foi excomungado da Igreja Vétero Católica... depois que ele alegadamente foi a um serviço vestido com o que foi descrito como uma roupa de bruxa e balbuciado de forma ininteligível. A excomunhão também citaram dois casamentos e a adoração do diabo, dizem os programas.

Goergen, cujo programa de rádio, 'A Hora da Verdade', foi transmitido pela WBCS até duas semanas atrás, foi casado e divorciado duas vezes, de acordo com a série do Canal 12. Seu programa já foi transmitido em mais de sete estações de rádio a nível nacional.

A série afirmava que ele passou um tempo na prisão por não sustentar sua família, perdeu um processo de paternidade, uma vez foi acusado com conduta desordeira, foi preso por entregar uma substância controlada e perdeu um julgamento civil envolvendo

o espancamento de um garoto de 16 anos.

Na câmera, ele admitiu que tinha ...(tirado fotos obscenas)... enquanto usava drogas.

Javore é o pastor do Salão São José Operário, o centro de culto adjacente ao santuário de Necedah ...

Ele aparentemente afirma ter sido ordenado pela Igreja do Ministério do Evangelho. O Repórter McLauchlan observou que ele, também, foi ordenado pela igreja depois de enviar $15. Ele também foi informado de que por mais 25 dólares ele poderia

tornar-se um bispo... "41


Por favor, tenha em mente que o que temos citado até agora deve servir como um aviso aos católicos tradicionais que pode ser desviado pelas reivindicações das muitas seitas católicas semelhantes que se encontram neste país.

Simplesmente, nosso ponto é que nunca se sabe o que esperar quando se lida com Vétero Católicos.

Perceba também as muitas inconsistências que se podem descobrir nas doutrinas Vétero Católicas atuais e práticas que muito provavelmente podem ser rastreadas às doutrinas e práticas inconsistentes de seus predecessores, Mathew e Vilatte.


Velhas seitas católicas: Observações gerais


Faremos agora algumas observações de natureza mais geral, extraídas de nossas pesquisas para este artigo, e de nossos próprios contatos com os representantes de várias seitas católicas antigas nos últimos anos.

  1. A primeira coisa que se percebe quando se começa a estudar essas seitas é que de fato há um grande número de seitas que se autodenominam Vétero Católicas. Parece que existem cerca de tantas como os bispos vétero católicos. O professor Parkinson pôde observar que "O número de Igrejas Católicas Antigas é diretamente proporcional ao número de número de bispos vétero católicos disponíveis".

  2. Este fenômeno se une ao fato de que os Velhos Católicos fomentam o que parece ser uma série interminável de cismas entre si. Isto é explicado pelo fato de que eles começaram em cismas. É compreensível, portanto, que eles deveriam ter tantos cismas entre si.

  3. O clero vétero católico está inclinado a excomungar uns aos outros à mínima provocação. (Ao cair de uma mitra?) Isto é confirmado pelo livro de Peter Anson sobre seus antepassados, e pelo estudo de alguns de suas mais recentes atividades.

  4. Uma ficção típica que um vétero católico tentará promover é a negação de que seu grupo é cismático ou herético. Invariavelmente, tal pessoa apontará para outro grupo, supostamente distinto do seu próprio, e dirá que é cismático ou herético. Por exemplo, um Vétero Católico pode lhe dizer "nós não somos vétero católicos, mas vétero católicos romanos. Há uma diferença. O outro grupo é cismático e herético. Nós somos legítimos". Tal fala é um disparate. Não há diferenças reais entre todos estes grupos, não importa o nome que eles usem. Todos eles originam-se, de uma forma tênue ou outra, na heresia e no cisma jansenista. O bom senso nos diz que se algo foi chocado de um ovo de pato, se parece um pato, se anda como um pato, e se grasna como um pato, provavelmente é um pato.

  5. A maioria destes grupos distorce a história, numa tentativa de provar suas reivindicações. Uma leitura rápida de alguma literatura que eles publicaram demonstra isso. Eles distorcem a controvérsia Jansenista e evitam dar uma relato das atividades escandalosas de Mathew e Vilatte.

  6. Praticamente todos os membros dos grupos vétero católicos são apóstatas, ou seja, eles eram anteriormente membros da Igreja Católica, que se juntou aos vétero católicos mais tarde na vida. Quase ninguém, neste país, nasce um vétero católico, e seria difícil encontrar um clérigo vétero católico que não tivesse sido antes um Católico.

  7. Em sua maioria, estas seitas são presididas por clérigos ignorantes em matéria de religião. Alguns são treinados por um curto período de tempo por superiores ignorantes, outros estudam por conta própria por um tempo, outros se garantem em formações de universidades inexistentes, enquanto outros ainda são simplesmente ordenados sem qualquer pretensão de uma educação num todo.

  8. Além disso, os antigos católicos promovem a falsa noção de que uma ordenação válida torna seu trabalho legítimo. Nós sabemos, no entanto, que a heresia e o cisma que eles promoveram no passado e que eles continuam a promover no presente nunca poderá ser legitimada por "ordenação válida". St. Thomas é muito específico sobre este ponto: "Respondo que, como foi dito acima, sacerdotes hereges, cismáticos, excomungados, ou mesmo pecadores, embora eles têm o poder de consagrar a Eucaristia, mas não fazem um uso adequado dela; pelo contrário, pecam usando-o". 42

  9. Na maioria dos casos, é impossível provar que uma ordenação ou consagração realizada por um bispo vétero católico neste país é inquestionavelmente válida. Na Europa, a questão é menos complicada, uma vez que as seitas Jansenista gozam de uma certa estabilidade. Neste país, no entanto, existe uma grande quantidade de diferentes seitas vétero católicas. Conseqüentemente, ninguém tem um órgão centralizado e abrangente de documentação certificada que mantém registro das linhas das ordenações e consagrações realizadas em todos esses grupos de fragmentos. Isto lança algumas dúvidas sobre a validade das ordens que eles afirmam possuir. Uma vez que a Igreja Católica ensina que não se pode agir se houver uma dúvida positiva sobre a validade de um sacramento, é-se obrigado a tratar seus clérigos como se fossem ordenados de forma inválida.

Finalmente, quais são as conseqüências se você assistir aos serviços prestados pelos membros dessas seitas ou receber os sacramentos deles?

  1. Você comete pecado. São Tomás é muito claro sobre este ponto: "Heréticos, cismáticos e excomungados têm sido proibido pela sentença da Igreja de realizar o rito eucarístico. E, portanto, quem ouve sua missa, ou recebe deles os sacramentos, comete pecado". 43

  2. Você viola a Lei da Igreja. "Os fiéis não estão autorizados a assistir ativamente de nenhuma forma, ou a participar ativamente nos serviços religiosos de não-católicos". 44

  3. Você nega a Fé. A participação ativa no culto não-católico "é simplesmente uma negação da fé católica, e um reconhecimento de uma forma pouco ortodoxa de adoração". 45

  4. Você adora a Deus falsamente, já que "mistura erros e enganos com a adoração do verdadeiro Deus". 46

  5. Você é suspeito de heresia. "Quem age contrariamente às prescrições do cânon 1258 e participa de atos ou serviços não-católicos (mesmo se é um serviço que os hereges têm em comum conosco... é suspeito de heresia, (c. 2316)" 47 (antigo código de direito canônico)

Está claro, então, pelo que dissemos neste artigo, que nenhum católico romano deveria ter algo a ver com "vétero catolicismo", não importa o nome que ele passe. A história prova isto, um estudo do Vétero Catolicismo dos tempos modernos o provam, e a teologia católica o prova.

Nosso Senhor nos exorta no Santo Evangelho a julgar uma árvore por seus frutos. Nosso estudo demonstrou que o fruto gerado pelo movimento vétero católico, de Jansenius a Dollinger, de Vilatte a Mathew até os dias de hoje, tem sido heresia na doutrina, caos na disciplina, ignorância na pregação, dúvida e cisma na atribuição do sacramentos e, por fim, a perda de muitas almas que foram levadas para fora do rebanho de Cristo.


Rezemos para que os católicos fiéis não sejam enganados por estas seitas, e rezemos para que aqueles que estão em erro possam pela graça de Deus serem levados de volta à unidade e à verdade que a única Igreja verdadeira pode dar.


*Estou em dívida com um dos seminaristas da Sociedade São Pio X em Ridgefield, Connecticut, cuja pesquisa tornou este artigo possível.

A.C.


Notas:

1. M.L. Cozens, Handbook of Heresies, (Londres: Sheed and Ward, 1928; reimpresso por Canterbury Books, 1979), p 76

2. Ibid..., p 77.

3. Ibid..., loc. cit., p 77. 3.

4. John F. Clarkson, S. J., el al., The Church Teaches, (Nova York: B. Herder, 1955; reimpresso Rockford, II.: TAN, 1973), p 249. Em sua Bula Eminenti Ecclesiae Milantis de 1642 prox., o Papa Urbano VIII condenou Augustinus.

5. Ibid..., p 249 Se.

6. Cozens, op. cit., p 78.

7. Ibid..., loc. cit., p 78. 7.

8. panfleto, "Carta Encíclica do Papa São Pio X, Pascendi Dominici Gregis e Lamentabili Sane", 3 de julho de 1907, (Boston, Massachusetts: St. Paul Editions), p 57

9. The Rev Sidney A Racmers, Church History, (Londres: B. Herder Book Co., 1941), p. 425.

10. Ibid..., loc. cit., pp. 10.

11. Ibid..., loc. cit., p. 11.

12. Peter Anson, Bishops At Large, (Londres: Faber e Faber, 1964), p 29 (Este livro é considerado a obra definitiva sobre a história das seitas vétero católicas)

13. Racmers, op. cit., p 426.

14. Ibid.,, loc. cit., p 426. 14.

15. Anson, op. cit., p 172.

16. Paul Maria Baumgarten, "Old Catholics", The Catholic Encyclopedia, (New York, Robert Appleton Co, 1912), vol. XI

17. Anson, op. cit., (Anson dedica um capítulo deste notável livro a Mathew, e outro capítulo às seitas que dele derivam)

18. Ibid..., p 165.

19. Acta Apostolicae Sedis, ano III, vol. III, nº 2, Fev. 15, 1911, (Traduzido por Padre William Jenkins, SSPV)

20. Anson, op. cit., p 418. A título de explicação, favor observar que tais re-consagrações condicionais são uma característica comum entre estas seitas. Isto se deve em grande parte às dúvidas que muitos de seus clérigos têm secretamente sobre a validade de sua sucessão apostólica.

21. Ibid...,p. 435 e seguintes.

22. Bob Cubbage, panfleto "Tridentine Latin Rite Church", (Spokane: Inland Register, 1980), p 34. A consagração tomou lugar em Outubro de 1971. Schuckardt formou sua própria seita e mais tarde repudiou Brown. Schuckardt parece afirmar que suas ordens episcopais podem ser rastreadas até Arnold Harris Mathew. Mathew foi, como mencionamos acima, excomungado pelo Papa São Pio X.

23. Anson, op. cit., p. 95.

24. Ibid..., p. 97.

25. Ibid..., p. 98-99

26. Ibid..., p. 99.

27. Ibid..., p. 107.

28. Ibid..., p. 106.

29. Ibid..., p. 109.

30. Ibid..., p. 109. 30.

31. Ibid..., p. 112.

32. Ibid..., p. 113.

33. Ibid..., p. 120.

34. 76zJ.", p. 123.

35. Ibid..., p. 124.

36. Ibid... p. 126.

37. Ibid... p. 126.

38. Ibid..., p. 128

39. panfleto, "Eu sou o caminho, a verdade e a vida" (Milwaukee: Igreja Nacional Americana, Ultrajetina Católica Romana; maio, 1979). O panfleto acrescenta as iniciais "S. T. L." após o nome de Stehlik. As iniciais geralmente significam que alguém possui uma Licença em

Teologia Sagrada, um tipo de diploma de pós-graduação concedido pelas Universidades Pontifícias. Stchlik, entretanto, os documentos não fornecem nenhuma evidência para

fundamentar sua reivindicação.

40. folheto "God Willed It", {Necedah, Wis..: Rainha do Santo Rosário, Medianeira do Santuário da Paz; pub. depois de maio de 1979), p. 1

41. artigo "Shrine leadership under fire", Milwaukee Journal, (1 de dezembro de 1979; página 5). Foi com alguma hesitação que incluímos a citação anterior da Revista. No interesse da propriedade, omitimos, em um caso, a linguagem descritiva utilizada pelo artigo.

42 São Tomás de Aquino Summa Theologiae, Parte III, Q 82, a. 9.

43. Ibid, op. cit., p. 48.

44 Código de Direito Canônico, cânon 1258.

45. Dominic M. Pruemmer, O. P., Handbook of Moral Theology (Nova Iorque: P. J. Kenedy and Sons, 1957), p. 90

46. H. Jone, Teologia Moral, (Westminster, Md.: Newman Press 1962), p 97

47. Falher Slater, A Manual of Moral Theology, (Londres: Burnes, Oates and Washbourne, 1928) p 70.


APÊNDICE

A excomunhão de Arnold Harris Mathew

A seus amados Filhos Católicos que moram na Inglaterra

Pio X, Sumo Pontífice

Filhos Amados, Saudação e Bênção Apostólica.


Na palidez de um escândalo grave e duradouro, é com a mais profunda dor na alma que aprendemos que sacerdotes de seu país, nomeadamente Herbert Ignatius Beale e Arthur William Howarth, do clero de Nottingham, buscando sua própria glória ao invés da de Jesus Cristo, e sendo levados pelo fogo da ambição, tendo tentado em várias ocasiões ser elevado à dignidade episcopal por não-Católicos, têm recentemente procedeu com tanta temeridade que, tendo obtido seu desejo, arrogantemente nos anunciaram que eles obtiveram a consagração episcopal. Tampouco lhes falta um testemunho autêntico; pois ele

que foi o principal autor deste crime sacrílego, o pseudo-bispo Arnold Harris Mathew, não

temeu abertamente confirmar esta escritura, tendo transmitido para nós cartas inchadas de orgulho. E, além disso, ele não hesitou em arrogar-se o título de "Arcebispo Anglo-Católico de Londres".

Voltando nossos pensamentos e nossa solicitude antes de tudo para vocês, Filhos Amados, de cujo bem constante e devotado

Teremos alguma vez recebido um testemunho tão ilustre, Exortamo-lo vigorosamente a guardar zelosamente contra suas fraudes e armadilhas.

Além disso, para que não pareçamos trair Nosso ofício, sendo fiéis aos exemplos de Nossos Predecessores, Nós proclamamos a referida consagração como sendo ilegítima e sacrílega, e como tendo sido realizada de maneira totalmente contrária aos mandatos desta Santa Sé e à sanção dos Cânones Sagrados.

Os sacerdotes acima mencionados, portanto, Arnold Harris Mathew, Herbert Ignatius Beale, e Arthur William

Howarth, e todos os outros que emprestaram ajuda, aconselhamento ou consentimento a este crime nefasto, pela autoridade do Todo-Poderoso

Deus, por este meio excomungamos, anatematizamos e mandamos solenemente e declaramos estar separados da comunhão da Igreja e a ser realizada para os cismáticos, e a ser evitada por todos os católicos e especialmente por vocês mesmos.

Tendo administrado este remédio realmente amargo, mas mais necessário, Exortamos vocês também, Filhos Amados, a se unirem

suas fervorosas preces ao Nosso, suplicando a Deus que Ele se dignasse misericordiosamente a conduzir de volta ao redil de Cristo

e o porto da salvação estes homens infelizes e errantes.

Para que, com a ajuda de Deus, vocês possam obter mais facilmente este desejo, nós lhes transmitimos de todo o coração o a Bênção Apostólica.


Dado em Roma, em São Pedro, sob o Anel do Pescador, no décimo primeiro dia de fevereiro de 1911, no oitavo ano de Nosso Pontificado.


PIO X, SUMO PONTÍFICE


O precedente foi traduzido pelo Padre William Jenkins (SSPV) a partir da edição oficial em latim da Acta Apostolicae Sedis, ano HI, vol. III, nº 2, 15 de fevereiro de 1911.


Em A practical Commentary on the Code of Canon Law, do Padre Estanislau Woywod, (Londres: B. Herder, 1939),

lemos na página 439 que existem vários requisitos para que uma pessoa seja considerada excomungada como um"vitandus" ("aquele que deve ser evitado").


Os requisitos são que (1) se deve ser excomungado pelo nome pela Sé Apostólica, (2) a

excomunhão deve ser proclamada publicamente, e (3) o decreto ou sentença deve declarar expressamente que o pessoa nomeada deve ser evitada. É evidente que os requisitos são atendidos no decreto acima mencionado.


Este decreto deve ser uma indicação suficiente de como a Igreja encara aqueles que se envolvem com as seitas vetero-católicas.




Warning on Old Catholics_ False Bishops, False Churches (Cekada, 1980)
.pdf
Fazer download de PDF • 12.41MB

Comentários


bottom of page